Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2006

San Filipe na Djarfogo

As festividades de S.Filipe, na Ilha do Fogo, vão encarar um sério concorrente, este ano, com a inauguração de uma sucursal do jornal A Semana, na ilha, para a região Fogo/Brava. A verdade é que a Amibandeira - amigos da bandeira, e a Câmara Municipal de S.Filipe, não acrescentam, rigorosamente, uma vírgula nas suas programações. É a mesma coisa todos os anos.

O Jornal A Semana vai dar as cartas este ano. Além de inaugurar a sede, vai, igualmente, assinalar na ilha os 15 anos de estrada. O fotógrafo cubano, Omar Camilo, vai emprestar arte ao acto de inauguração da sede, com uma exposição conceptual a preto e branco: as gentes e os lugares da ilha dão o mote…
O papel da Ilha do Fogo no contexto Nacional, e um olhar sobre o senso crítico do foguense são os temas eleitos para duas palestras históricas em perspectiva.
O ponto alto das festividades do A Semana acontece em Chã das Caldeiras com as actuações de Ramiro Mendes, Tito Paris, Tcheka, Nho Nany e um grupo de violinistas locais. Nesse …

O dia que amanhece

Os dias Os dias amanhecem e passam, sempre … alguns momentos diluem-se… perdem-se na bruma … opacos se tornam.

A manh`ser
Um belo blog... dir-se-ia, paradoxalmente, que nunca acorda... em silêncio e com alma. Uma lenta dança, para o seu criador.

Momentos de Cabo Verde

Sob o signo da cultura, Cabo Verde vai invadir Lagoa, Município do Algarve, em Portugal, entre os dias 8 e 27 de Julho.
Uma lista infindável de actividades com uma diversidade notável que pretende mostrar aos portugueses, e não só, o genuíno Cabo Verde que pulsa na sua música, artesanato, literatura, artes visuais, dança, gastronomia, e outras manifestações quotidianas, principalmente da Ilha de Santiago.
A iniciativa é do município da Lagoa, geminada com o município de S.Domingos, na Ilha de Santiago, e pretende ser “um marco de referência no envolvimento dos dois municípios em torno de objectivos comuns”. A ideia última é construir verdadeiras pontes entre Portugal e Cabo Verde.
O grupo de dança contemporânea, Raiz di Polón, os artistas plásticos Misá e Mito, e o músico Tcheka são alguns dos nomes nacionais que já confirmaram a sua presença no evento.
Traços mais tradicionais, igualmente, marcam presença no Momentos de Cabo Verde, com a gaita de Codé di Dona, as mestrias do batuque e do…

Puzzle em construção...

Embalo Existe xodó mais gostoso do que pegar no sono embalada pela voz do Gil!?
Aquele abraço à cidade linda que continua sendo.
O circular do Expresso com ponto de partida rumo ao infinito
O dia que vai raiar
O filho da dor
Os lugares do medo e do segredo...
Longe daqui
Chorar quando se está triste
A alegria
A crença
noites...serenas.. maduras e belas

Congresso de QuadrosComeça, hoje, na Capital cabo-verdiana o 4º Congresso dos Quadros da diáspora...
Muito se disse e se escreveu, nos últimos dias, sobre esse mega evento que desafia em várias latitudes... gostei particularmente do artigo Nação Diasporizada na encruzilhada da História de António Correia e Silva, publicado no último número do A Semana, e queria compartilhar aqui um trecho.

"... a diáspora é um património, construído ao longo da história e não uma formação sociológica espontânea. Nós, da emigração fizemos comunidades e destas, redes próprias de uma diáspora. Tudo isso foi produto de dinâmicas informais e de base. A questão que s…

O tempo de B.Léza

A 14 de Junho de 1958 Baltazar Lopes da Silva sintetizava a vida e a obra de B.Leza em palavras, numa emissão da Rádio Barlavento. “Não tenhas dúvidas de que tantos que neste mundo que acabas de deixar ocupam posições cimeiras, dariam dinheiro que não tiveste, para legarem a ressonância que a tua sombra deixa nestas nossas ilhas e na alma daqueles que as compreendem e as amam.”

Essa ressonância aviltada então por Baltazar Lopes ecoa nos nossos dias, e a jornalista Gláucia Nogueira assume-se como personagem deste enredo.

"O Tempo de B.Léza – Documentos e Memórias", é o título da obra da autoria da jornalista, editada pelo Instituto da Biblioteca Nacional e do Livro (IBNL). O Lançamento acontece sexta-feira, 21 de Abril, às 18h30, na Casa Cor de Rosa, Cidade da Praia. A apresentação vai estar a cargo de Manuel Brito Semedo, Antropólogo e Presidente do IILP.

A obra resulta de um trabalho de fôlego iniciado em 1997, no âmbito do projecto Dicionário dos personagens da música de Cabo…

As paixões da Misá

O quadro acima é parte da colecção Os apaixonados da artista plástica cabo-verdiana Misá. Expressa-se ali a mesma paixão e curiosidade que a artista demonstrou ter para com as suas raízes, quando em meados da década de 90 deixa a Suiça e escolhe trabalhar com os “Rabelados de Espinho Branco”, povo que optou pelo isolamento, devido a convenções sociais e religiosas, no interior da Ilha de Santiago. Misá, num esforço híbrido, contribuiu para a adaptação e abertura dessa comunidade, e os frutos desse trabalho meritório são agora por todos reconhecidos. A comunidade, que antes era contra a frequência escolar das crianças, já tem escola; as ladainhas que testemunham um dos momentos mais místicos e profundos do grupo estão hoje em CD, reportando para a posteridade essa memória; e a subsistência da comunidade é parcialmente garantida pelos vários trabalhos artesanais desenvolvimentos por jovens e adultos graças aos dotes professorais da Misá. A comunidade dos Rabelados de Espinho Branco é um…

Páscoa

Que a essência da Páscoa habite em todos nós, sempre!

adoro o verde

Adoro o Pablo, o Neruda também.
Adoro o verde, assim como o Gil
Adoro o Fogo, incluindo a Ilha
Adoro ele, disse-o já
Adoro eles, já o sabem
O resto é obsessão e passa

Totalmente demais

Totalmente demais - Alceu Valença Da manga rosa, quero gosto e o sumo
Melão maduro, sapoti – joá
Jaboticaba, teu olhar noturno
Beijo travoso de um umbu – cajá
Pele macia é carne de caju ...

London, London -Caetano Veloso
I´m wondering round and a round, nowhere go to
I´m lonely in London, London, is lovely so
I cross the streets without fear ...

Lanterna dos desafogados por Gal Costa e Herbert Vianna, Emílio Santiago no Compasso do Criador, Taj Mahal à la Jorge Ben Jor. Milton Nascimento/Simone/Ivete Sangalo/ Elis Regina/Chico Buarque/Rita Lee/Zeca Baleiro/Gilberto Gil/Banda Black Rio/Marina Lima/Belchior/Tetê Espíndola/Caetano Veloso/Alceu Valença/Hermeto Paschoal/Ney Matogrosso/Martinho da Vila/Raul Seixas/Elba Ramalho/João Bosco/Nana Caymmi e Wagner Tiso/Adriana Calcanhoto/Chico Cézar/ Frenéticas/Paul Simon como bónus.
São trinta músicas, entoadas por trinta astros da Música Popular Brasileira. Já imaginou um disco desse? Marco Mazzola produziu um no ano passado – 30 anos30 sucessosMPB. Um mo…

Pura eu

O Objectivo foi o único dos nossos a deixar entender que sentiu a nossa falta. Com alguns como o Marmelo temos estado em contacto. Estaremos de volta já nesta semana para à lida bloguista. Não vamos abandonar este mundo :)