Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2004

Iniciando...

pintando o pé, ou o simples acto de pintar...tudo vale a pena quando a alma não é pequena.

ILHA

Tu vives — mãe adormecida —
nua e esquecida,
seca, fustigada pelos ventos,
ao som de músicas sem música
das águas que nos prendem…

Ilha:
teus montes e teus vales
não sentiram passar os tempos
e ficaram no mundo dos teus sonhos
— os sonhos dos teus filhos —
a clamar aos ventos que passam,
e às aves que voam, livres,
as tuas ânsias!

Ilha:
colina sem fim de terra vermelha
— terra dura —
rochas escarpadas tapando os horizontes,
mas aos quatro ventos prendendo as nossas ânsias!
Amilcar Cabral

E AGORA?

Jornalista que se preza não perde viagem. Se a pauta fracassa, o profissional procura um tema para não voltar à redação de mãos vazias. Há casos em que a notícia nova é melhor que a pautada. Por conta desta regra não escrita, entrou na galeria dos casos pitorescos da imprensa a história de um repórter de esporte que, em 1965, foi cobrir um jogo do Santos na Argélia. O país, que se libertara do jugo francês em memorável revolta, celebrada no filme A Batalha de Argel, do cineasta Gillo Pontecorvo, ainda era presidido por Ahmed Ben Bella. Ex-guerrilheiro, governante de orientação socialista, Ben Bella era, como Fidel Castro hoje, assunto obrigatório da imprensa. Mas as coisas não saíram conforme a pauta. Surpreendido por um golpe de Estado, o repórter telegrafou para a redação:– Jogo adiado. Ben Bella caiu.

Ao pesquisar sobre o argelino, Ahmed Ben Bella encontrei esta pérola...

HISTÓRIA, Dire Straits... uma dentre tantas outras da minha banda preferida

Com uma harmonia perfeita de guitarra, teclados, bateria e músicas originais o DIRE STRAITS coloca o seu nome na história como uma das maiores bandas de todos os tempos.
Tudo começa quando os irmão Mark e David Knopfler resolvem formar uma banda de rock um tanto diferente das demais (pois estavam na época da plenitude do punk rock). Até então MK já tinha tido outras experiências em outras bandas (na época de formação da banda MK era um professor de inglês) e DK era funcionario público. David(guitarra), Mark(guitarra e vocal), John Illsley(baixo) e Pick Withers(bateria) que se integraram ao grupo, formaram uma banda chamada Cafe Racers que mais tarde passou a se chamar DIRE STRAITS. Juntos fizeram uma demo que incluia um, até então, futuro sucesso do grupo "Sultans of Swing", mais tarde assinaram com o selo Vertigo e conheceram Ed Bicknell que seria o empresária da banda brevemente. Logo lançaram em 1977 o seu primeiro álbum que intulava-se com o nome do grande sucesso da ban…

Mais um disco de Beto Dias

O quarto CD a sólo do artista cabo-verdiano, Beto Dias, já está entre nós. ”Quase Perfeito” é o título. Um disco de 10 faixas essencialmente romântico que desnuda um artista sentimental e firme nas suas composições. Uma firmeza que também encontrou tradução na expressão vocal do artista.
Neste disco Beto Dias segue a sua linha habitual interpretando funaná, kolazouk e música lenta, todas da sua autoria.
Beto Dias do seu nome próprio Alberto Dias vai estar provavelmente no final do mês de Setembro em Cabo Verde para a divulgação do seu mais recente álbum, “Quase Perfeito”. O álbum chegou a Cabo Verde esta semana e já é presença frequente nas rádios nacionais. “Quase perfeito” é para Beto Dias mais um passo na busca incessante da perfeição, ainda que seja inatingível para o artista. Em entrevista a partir de Holanda à RCV, Dias, assumiu este axioma como parte do percurso do artista e da sua obra.
Neste disco, Beto dias prioriza ritmos como funaná, música lenta, colazouk de que a música “Qu…

ENTREVISTA RELÂMPAGO COM PABLO NERUDA

Cheguei à porta do edifício de apartamentos onde mora Rubem Braga e onde Pablo Neruda e sua esposa Matilde se hospedavam - cheguei à porta exatamente quando o carro parava e retiravam a grande bagagem dos visitantes. O que fez Rubem dizer: "É grande a bagagem literária do poeta". Ao que o poeta retrucou: "Minha bagagem literária deve pesar uns dois ou três quilos".
Neruda é extremamente simpático, sobretudo quando usa o seu boné ("tenho poucos cabelos, mas muitos bonés"). Não brinca porém em serviço: disse-me que se me desse a entrevista naquela noite mesma só responderia a três perguntas, mas se no dia seguinte de manhã eu quisesse falar com ele, responderia a maior número. E pediu para ver as perguntas que eu iria fazer. Inteiramente sem confiança em mim mesma, dei-lhe a página onde anotara as perguntas, esperando só Deus sabe o quê. Mas o quê foi um conforto. Disse-me que eram muito boas e que me esperaria no dia seguinte. Saí com alívio no coração por…

Entrevista com Vinícius de Morais

VINÍCIUS DE MORAIS
"Detesto tudo que oprime o homem, inclusive a gravata."

MULHER, POESIA, MÚSICA
- Vinícius, acho que vamos conversar sobre mulheres, poesia e música. Sobre mulheres porque corre a fama de que você é um grande amante. Sobre poesia porque você é um dos nossos grandes poetas. Sobre música porque você é o nosso menestrel. Vinícius, você amou realmente alguém na vida? Telefonei para uma das mulheres com quem você casou, e ela disse que você ama tudo, a tudo você se dá inteiro: a crianças, a mulheres, a amizades. Então me veio a idéia de que você ama o amor, e nele inclui as mulheres.
- Que eu amo o amor é verdade. Mas por esse amor eu compreendo a soma de todos os amores, ou seja, o amor de homem para mulher, de mulher para homem, o amor de mulher por mulher, o amor de homem para homem e o amor de ser humano pela comunidade de seus semelhantes. Eu amo esse amor mas isso não quer dizer que eu não tenha amado as mulheres que tive. Tenho a impressão que, àquelas que …

"Jornalistas comprados com simples nota de 100 dólares”

O SECRETÁRIO-GERAL do Sindicato dos Jornalistas Angolanos, o antigo jornalista da RDP-África Ismael Mateus, lamentou a falta de consciência profissional que torna a classe vulnerável a pressões, defendendo que os jornalistas devem ter uma "formação superior" que garanta condições para o exercício da profissão.

Ismael Mateus fez estas declarações a propósito da convocação dum congresso extraordinário do sindicato, a realizar entre 15 e 17 de Novembro, cerca dum ano antes de terminar o mandato da actual direcção.

"A classe jornalística angolana está vulnerável porque não possui consciência profissional. As pessoas são compradas com uma simples nota de 100 dólares, e isso fragiliza a classe", afirmou Ismael Mateus Para o dirigente sindical, a situação poderia ser diferente se os jornalistas possuíssem formação superior e se existisse uma carteira profissional "que permitisse saber quem é jornalista e quem não é".

"Os profissionais não estão bem preparad…